As três palavras mais estranhas

Quando eu falo a palavra Futuro,
a primeira sílaba já pertence ao passado.
 
Quando eu falo a palavra Silêncio,
o destruo.
 
Quando eu falo a palavra Nada,
cria algo que nenhum não-ser comporta. 
 
Wislawa Szymborska (poeta polonês)

Lançado em 18/01/2008

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: