o palco

Zunzunzum, Zunzunzum, Zunzunzum, Zunzunzum, Shhhhhhhh… Agora o silêncio, escuridão total, expectativa…
Abre-se a cortina: rufam-se os tambores, luzes, figurino, maquiagem, atores e suas expressões corporais…
Abre-se uma segunda cortina: música, vozes, cordas, percussão…
Outra cortina se abre: dança, clássica, moderna, contemporânea…
Mais uma cortina: surge uma praça, casais, crianças, carrinho de pipoca…
E outra cortina: mágica, malabarismos e muitas palhaçadas também!!!
Mais uma cortina: sim, e aparecem leões, elefantes, macacos e até… como é mesmo o nome daquele bicho?
E ao fundo, tudo o que se vê é…
Outra cortina. Quando se abrirá? O que haverá por detrás dela?
Cada cortina esconde seu mistério.
Somos todos atores neste grande espetáculo que é a vida.
– Mas, espere! Se todos somos atores, quem é aquela multidão na plateia?
Ora, a plateia é apenas um espelho. O público somos nós mesmos, sentados, passivos, ansiosos, esperando pelo novo.
Mas, em uma fração de segundo, voltamos para o palco e cantamos, dançamos, gritamos, para que o novo (talvez) aconteça.
A Terra é nosso grande cenário.
O palco é o infinito.

Fernando Verjus de Oliveira

Anúncios

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: