qualquer dia

Um dia não termina ao suspiro de um relógio.
Em todos os dias constroem-se janelas na vida.

Às vezes debruço dentro de mim a olhar o passado.
Dias em que esqueço em que tempo estou.

Quantas janelas teremos de fechar para valer olhar
apenas os dias em que realmente estamos?

Relógios mal varrem o tempo exterior.
Pois é o único tempo que anda.

Ronaldo José Guimarães

Anúncios

Tags:

Uma resposta to “qualquer dia”

  1. anisioluiz2008 Says:

    Republicou isso em O LADO ESCURO DA LUA.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: