beldade no caminho

O cavalo
    empertigado
    marcha sobre as flores
    caídas
Meu relho no ar
    roça as nuvens.
Bela, a menina
    que abre a cortina de pérolas
aponta, ao longe,
    com um sorriso,
a casa vermelha:
    “É lá que eu moro”.

                                             Li Bai

Anúncios

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: