janela

sempre ali na janela
que sonhos teria a donzela

uma feira de livros em Genebra,
uma praça de touros em Sevilha,
uma toalha em praia perdida
onde o mar solene requebra?

quimeras sonhava a bela
sempre ali, na janela

o parque Ibirapuera,
uma casa de campo toscana,
as místicas linhas de Nazca
que os serem de além celebram?

sozinha ali na janela
o que a bela espera?

flores azuis da primavera,
o céu sem manchas do cerrado,
quem sabe um fruto maduro
do quintal da casa ao lado?

Getúlio Maia

Anúncios

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: