alpaca, vicunha ou lhama

Vaso, talha ou moringa
Plaina, cinzel ou cunha
Samba, xaxado e ginga
A encravada da minha unha
Tamba, cachaça ou pinga
Só o sol por testemunha
Búzios, runas e mandinga
Alpaca, lhama ou vicunha

Estrada, viela ou rua
Cutelo, adaga ou faca
Roldana, iça ou grua
Resina, verniz ou laca
A verdade crua e nua
Nada a ela escapa
Nem a Gonzaga, o Lua
Vicunha, lhama ou alpaca

Ataúde, esquife ou caixão
Bento Rodrigues na lama
Febre, maleita ou sezão
Navio Negreiro ou Derrama
Portanto, assim, então
Tudo é da mesma rama
Tudo escapa à razão
Alpaca, vicunha ou lhama

Da vicunha as vestes reais
Ao povo só o fardo chama
E aos guerreiros leais
Alpacas forram a cama
Às lhamas cargas demais
Sem descanso, sem alfama
Somos assim todos iguais
Alpaca, vicunha ou lhama

Getúlio Maia

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.


%d blogueiros gostam disto: