Archive for the ‘Ana Santos’ Category

macieira

12/04/2019

Amanheci arbórea,
raízes longas,
um ninho
novo
em cada braço.

(Janela aberta.
Um farfalhar de ramos.)

Eu agito
meu cabelo:
o quarto se enche de maçãs.

Ana Santos

alvissareira

18/05/2018

Tenho fome de boas-novas,
cartas com letra floreada,
postais, quem sabe,
de faróis
no Mar Vermelho.

Mas raro batem
à minha porta.
Por isso invento
meus milagres
(e então os lanço
dos telhados
em aviões de papel).

Ana Santos

você e Gullar

05/01/2018

Você é mais bonito que os brincos de pérola
da minha avó
Você é mais bonito que uma rosa
de papel crepom
cor-de-rosa
Você é mais bonito que um acrobata
que um cavalo-marinho
que uma nebulosa
Você é mais bonito que um laranjal
Você é mais bonito que um prato de sopa
mais bonito que uma xícara de chá
que uma cantiga
de ninar
mais bonito que uma pétala
seca
guardada num livro
que um ninho
de beija-flor

Olha,
você é tão bonito quanto um filme
mudo
e quase tão bonito
quanto um carrossel à noite.

Ana Santos

Ver o poema do Gullar aqui.