Archive for the ‘Anelito de Oliveira’ Category

05/12/2014

O tempo todo pensando
Numa prosa, mas só
A poesia não diz, e só o
Que não diz pode dizer

Anelito de Oliveira

uns óculos

02/06/2014

uns óculos, talvez
para desviar o visto
enganar as vistas
embebedar as coisas
escurecer a manhã
com ondas de sombras
começar a noite mais
cedo – pestanas sós
chovendo suor como
uma tarde operária.
Uns óculos, talvez
para corromper o real
ouvir debussy saindo
do caos, ver cavalos
correndo no céu ao
meio-dia, perder os
primeiros sentidos
pintar outras imagens
no ar, esquecer as
formas. Uns óculos,
talvez, para não ver

Anelito de Oliveira