Archive for the ‘Felipe Fortuna’ Category

a construção do movimento

14/07/2009

A espinha do peixe é o poema do peixe.
Quando se abre a espinha do peixe
é a longa espinha que surge,
que faz sentido,
que escreve a forma do corpo
e o instante do seu mergulho.

A espinha do peixe é o que o peixe é.
Vertebração na água azul que aceita o impulso.
Animal que nunca se confunde com medusas,
com anêmonas sem desenho claro ou situação.
O que move o peixe é o seu poema de dentro.

Felipe Fortuna

Lançado em  26/05/2008