Archive for the ‘Flora Figueiredo’ Category

saravá, Poetinha

08/07/2016

Porque a terra está úmida
Porque o céu está limpo
Porque o óvulo vinga
Porque o fruto é vermelho
Porque o favo respinga
Porque a mata respira
Porque o mar espreguiça
Porque a lua é castiça
Porque o barco navega
Porque o vento não nega
Porque o corpo está ávido
Porque o sonho está crédulo
Porque o beijo está cúpido
Porque o mágico é lúdico.
E olha que hoje nem é sábado…

Flora Figueiredo

Anúncios

incontrolável

20/06/2016

Tem dia de manga rosa,
tem dia de limão azedo;

tem tempo de gardênia
e tempo de galho seco;

tem hora de salmo
e hora de maledicência;

tem palavra de falar
e palavra de ficar quieta.

É tudo poesia na palma da mão.

Flora Figueiredo