Archive for the ‘Fred Girauta’ Category

isso dá nisso

16/11/2015

isso de ser uma ausência
de dizer a que não veio
de ser o único da turma
fumaça esparsa que a brasa sua
leveza sem esteio
mina d’água sob a rua

isso de ser jogado fora
ao pé da terra
pólen na areia
moita em meio à guerra
imenso mar sem beira
osso que se esfola
resto de feira

isso de ser uma quimera humana
mero pulsar de banzo
margem de afetos
fugas
desenganos

isso ainda vai dar samba
poema
ou pano pra manga.

Fred Girauta

Anúncios

cara e osso

29/12/2014

da semente ao caroço
do caroço à polpa
da polpa à casca
da casca ao lado de fora
tudo existe para acabar
antes da hora

Fred Girauta