Archive for the ‘José Rui Teixeira’ Category

sob o céu

08/04/2011

Os que vão morrer trazem o fogo
na extremidade das palavras, pousam
a boca no chão sobre o próprio sangue
como se dissessem a noite por dentro
dos ossos. Os que vão morrer trazem
canções como as aves azuis nos ombros
das viúvas, dão os filhos aos planaltos
no outono e vivem sob o céu
como se olhassem a escassez
através de muitas escotilhas.

José Rui Teixeira

Anúncios

sobre a superfície

04/04/2011

Os que vão morrer caem invariavelmente
sobre a superfície acidentada do outono.
Pesam-lhes nas mãos os cutelos e guardam
o futuro em campânulas como se fosse
uma metáfora ou não houvesse tempo.
Mas tu disseste-me: o coração é um órgão
incendiado sobre telhados de ardósia.
Eu apertei os ossos contra a carne,
recolhi pérolas e azulejos no rasto do fogo,
descansei as têmporas sobre as mãos.

José Rui Teixeira