Archive for the ‘Marcelo Montenegro’ Category

grutas

20/07/2009

A paisagem gravitam
Nas grutas do invisível
Pequenas ou grandes coisas
Que não se explicam

E aparecem
E passam
E evaporam
E chovem no meio do mar

A gente nunca sabe a hora
E é sempre a hora exata
De se olhar

Marcelo Montenegro

Lançado em 09/03/2009

Anúncios

buquê de presságios

20/07/2009

De tudo talvez, permaneça
o que significa. O que
não interessa. De tudo,
quem sabe, fique aquilo
que passa. Um gerânio
de aflição. Um gosto
de obturação na boca.
Você de cabelo molhado
saindo do banho.
Uma piada. Um provérbio.
Um buquê de presságios.
Sons de gotas na torneira da pia.
Tranqueiras líricas
na velha caixa de sapatos.
De tudo, talvez, restem
bêbadas anotações
no guardanapo.
E aquela música linda
que nunca toca no rádio.

Marcelo Montenegro

Lançado em 06/03/2009