Archive for the ‘Nei Duclós’ Category

outubro

01/02/2017

Trago a nova: eu mudo
lento, e é tudo
Sinto ser assim
por estações: aos turnos

Posso voltar
ao ponto de partida
mas luto

Sei que vem outubro
Flores, fruto de seiva
romperão no mundo
(Trabalho duro:
sugar de pedras
rasgar os caules
colher ar puro)

Lento e bruto
eu mudo
Sei que vem
outubro

Nei Duclós

Anúncios

caravana

09/12/2016

Não basta escrever. É preciso que a palavra
pouse no deserto e liberte as estrelas
É preciso a voz impregnada de utopia,
e um clima bom de acampamento

Que haja conversa onde se escuta
o som cultivado no silêncio e um mapa
do território seco, junto com a decisão
e a urgência na véspera do dilúvio

É preciso um plano, a poesia dentro
da pedra como ocorre na ametista
e possamos quebrá-la com a possante
comunhão de espíritos de uma caravana

Nei Duclós