Archive for the ‘Osmir Camilo’ Category

boa sorte

28/05/2021

a sorte é asa no vento
com semblante de criança
destino aberto no tempo
cujo roteiro é uma dança

às vezes é flerte lunar
com a estrela alvissareira
natureza como altar
litania sem fronteira

tem coração ritmado
nos pés: chegada e partida
com olhar agateado
ilumina o chão da vida

Osmir Camilo

isolamento

04/11/2020

anjo transitório
cantor do mistério
ilumina

é uma intensa dor
não saber
quantos relógios restam

o céu se abriu
e a estrela perdeu
o endereço

mas é amor também
saber que o infinito
é só o começo

Osmir Camilo

espumas

22/05/2020

suaves são as horas
tão corriqueiras
de grão em grão
se erguem tais miragens verdadeiras

suaves são as pegadas
do amor sozinho
fazem ciência
na lógica imprecisa dos carinhos

todos caminhos sempre escondem
suas saídas
e os ninhos cada vez mais abstratos
cansados de esperar por novas vidas

Osmir Camilo

brotaram flores

12/02/2020

brotaram flores sem nunca percebidas
no planisfério e noutro plano além e aqui
comungam halos e erguem suas lidas
levando formas de canção ao frenesi

em planos densos de angústias e quimeras
se ornam livres e avençam sobre as horas
nas noites tensas se bandeiam sobre as ervas
de muito tristes suas cifras são canoras

vagam discretas sem nunca indecisas
no azul escuro das eras mais extremas
as fibras longas do infinito agonizam
em frames leves que enlouquecem os poemas

Osmir Camilo