Archive for the ‘pq depois de amanhâ é sábado’ Category

das buscas e descobertas

14/07/2009

Foi temendo o isolamento que me integrei na multidão.
Isolei-me ainda mais!
 
Foi receando a miséria que amealhei.
E me tornei miserável!
 
Foi apavorado ante a morte que me defendi.
E acabei matando!
 
E pior: foi temendo o medo de ter medo que me tornei medroso. 
 
Eduardo Canabrava Barreiros (historiador curvelano)

Lançado em 14/08/2008

Anúncios

Perene flui a interminável hora

13/07/2009

Uns, com os olhos postos no passado,
Vêem o que não vêem: outros, fitos
Os mesmos olhos no futuro, vêem
O que não pode ver-se.
Por que tão longe ir pôr o que está perto —
A segurança nossa? Este é o dia,
Esta é a hora, este o momento, isto
É quem somos, e é tudo.
 
Perene flui a interminável hora
Que nos confessa nulos. No mesmo hausto
Em que vivemos, morreremos. Colhe
o dia, porque és ele.
 
Ricardo Reis

Lançado em 20/03/2008

Além da Terra, Além do Céu

13/07/2009

Além da Terra, além do Céu,
no trampolim do sem-fim das estrelas,
no rastro dos astros,
na magnólia das nebulosas.
Além, muito além do sistema solar,
até onde alcançam o pensamento e o coração,
vamos!
vamos conjugar
o verbo fundamental essencial,
o verbo transcendente, acima das gramáticas
e do medo e da moeda e da política,
o verbo sempreamar,
o verbo pluriamar,
razão de ser e de viver

Carlos Drummond de Andrade

Lançado em 01/11/2007

Eu poderia

18/05/2009

eu poderia
mandar dizer pra ela
que eu estou com frio
morrendo d’amores
mas não,
diga apenas que eu
estou comendo uma
tampa de caneta por dia.

Marcelo Dolabela

Lançado em 07/12/2006