Archive for the ‘pq sempre haverá uma nova manhã’ Category

Manhã

18/05/2009

Sim: luz. Aí está ela, rindo da velha insistência, nossa teimosia em compreender seu nascimento. Zombando de nossa bisbilhotice. Sim, luz que demonstra, de modo suave sua força. Ela, cuja timidez é gentileza, disfarce para o porte grandioso. Luz, que é inicialmente tíbia para não assustar. A nós, que varamos a noite à sua espera. E que agora a contemplamos, anestesiados, como a uma alucinação. Ela, que jamais se zanga com nossa indiscrição, com os ardis que tramamos para tentar capturá-la. Sim, eis a luz, cujo triunfo, por generosa modéstia, se deixa confundir com o mais banal dos eventos. Mas não há dúvida: ela triunfa. A luz triunfa, mas é amável conosco. Com imensa paciência nos atura. A nós, que só queremos, só podemos, só sabemos amá-la tanto.

Luiz Alberto Brandão
(3ª parte da trilogia Três Manhãs)

Lançado em 30/12/2006

Anúncios